ABEMA em busca da melhoria da gestão de animais silvestres e do combate ao tráfico

1 de dezembro de 2017

A Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (ABEMA) continua focada, com afinco, na melhoria da gestão de animais silvestres e do combate ao crime de tráfico.

O Presidente da ABEMA, Tarcisio Mossato, explicou, após a reunião entre o Ministério do Meio Ambiente (MMA), IBAMA e ICMBio, realizada no próprio MMA, na tarde de quarta-feira 29, em Brasília, que a resolução de marcação foi retirada da pauta do Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) para que haja discussão geral sobre o tema fauna.

Tarcisio informou que se trata da proposta de resolução para definir os padrões de marcação de animais da fauna silvestre nativa em razão do uso e manejo em cativeiro de qualquer tipo.

“Eu acho que isso é importante porque a ABEMA já vem numa discussão na questão geral de fauna e não num ponto só. Como houve essa retirada, foi importante porque a ABEMA teve uma reunião com o Ministério do Meio Ambiente, onde pautamos algumas coisas para solucionar a questão de fauna nos estados. E uma delas é a marcação de fauna de cativeiro”, ressaltou o presidente.

Na visão de Tarcisio, inclusive, haverá progresso na questão da fauna. “Creio que a gente vai ter um avanço bastante grande nos estados. Para que possamos realmente dar uma solução que seja favorável à produção para o controle do tráfico de animais. Enfim, uma série de atividades voltadas à fauna no Brasil”, enfatizou.

Durante a reunião, por empenho da ABEMA e por intermédio dos Estados de Minas Gerais, de São Paulo e do Paraná, foi feita solicitação de vista do processo, o que dará mais condições de toda a instituição se manifestar.